Inadimplência das empresas recua em fevereiro, indica Serasa Experian

Companhias do setor de “Serviços” representaram 55,0% dos negócios com contas em atraso no período

Dados do Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian revelaram que, em fevereiro deste ano, foram contabilizados 6,6 milhões de CNPJs no vermelho, número menor ao registrado em janeiro e que retorna ao patamar de estabilidade registrada desde julho do ano passado. No período analisado, as dívidas somaram R$ 130 bilhões com o ticket médio de cada débito estimado em R$ 2.745,6. Confira os dados dos últimos 12 meses: 

“A redução da taxa Selic e a diminuição da inflação foram fatores que impactaram o bolso dos brasileiros, que designaram recursos para pagar suas contas. E esses pagamentos são destinados a empresas que ganham mais fôlego para liquidarem seus próprios débitos e diminuir a inadimplência. Outro impacto direto que as reduções trazem para a saúde financeira é que quanto menor a taxa de juros, menor é a despesa financeira que os negócios incorrem, aliviando o caixa e permitindo às companhias trocar dívidas velhas e caras por dívidas novas e mais baratas”, avalia o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi

A perspectiva para os próximos meses deste ano, ainda segundo o especialista, é de que as companhias recuperem parte de sua robustez, contribuindo para a diminuição do avanço da insolvência no país. 

Em fevereiro, a maior parte das dívidas das empresas inadimplentes eram com Indústrias, Terceiro Setor e Primário, classificados como “Outros” (28,5%). Já o setor de “Securitizadoras” foi o que menos registrou débitos vencidos (1,0%). Confira os detalhes no gráfico abaixo: 

O indicador também mostrou que mais da metade das empresas inadimplentes em fevereiro de 2024 eram do segmento de “Serviços” (55,0%), e os negócios do “Comércio” ficaram em segundo lugar (36,3%). Veja, a seguir, o ranking completo deste recorte: 

Na visão por regiões, São Paulo liderou o ranking das Unidades Federativas (UFs) com mais empresas inadimplentes (2.163.730), seguido por Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná. Roraima foi o estado com menos CNPJs no vermelho em fevereiro (9.680). Confira o ranking completo a seguir: 

Visão por porte: Micro e Pequenas lideram na inadimplência

Do total de 6,6 milhões de empresas inadimplentes em fevereiro, 6,3 milhões eram Micro e Pequenas Empresas (MPEs), das quais somavam mais de R$ 43 milhões de dívidas e indicavam a média de 6,9 contas atrasadas por CNPJ no Brasil. 

As UFs que lideraram o ranking com mais Micro e Pequenas Empresas inadimplentes foram São Paulo (2.028.087), Minas Gerais (584.245) e Rio de Janeiro (558.853). Abaixo, veja a lista completa:

Para conferir mais informações e a série histórica do indicador, clique aqui.

Metodologia

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas contempla a quantidade de empresas brasileiras que estão em situação inadimplência, ou seja, possuem pelo menos um compromisso vencido e não pago, apurado no último dia do mês de referência. O Indicador é segmentado por UF, porte e setor.

Compartilhe:

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a Newsletter

e receba conteúdos exclusivos para o seu sucesso

Entrevistas Identidades de Sucesso

Edit Template

sobre

Ecossistema de conteúdos e entrevistas exclusivas sobre Carreira . Gestão Empresarial . Liderança . Autoconhecimento . Mentalidade de Sucesso

Acompanhe as nossas redes sociais

assine nossa newsletter

Siga a Letícia nas redes sociais

© 2024 Identidades de Sucesso | Empresa do Grupo Identidade | Todos os Direitos Reservados | Portal desenvolvido por ID Branding & Co.